POLÍCIAS CIVIL E MILITAR PRENDEM DUAS MULHERES PELOS CRIMES DE HOMICÍDIOS

SSP-Ascom

As ações da Polícia Civil e Militar resultou na prisão de duas mulheres no Povoado Sambaíba, em Água Doce/MA, e em Central do MA. O primeiro caso aconteceu no Povoado Sambaíba, em Água Doce/MA, onde a acusada Conceição Barros cometeu o crime de homicídio contra Antônio Barros. A sua prisão aconteceu nesta quarta-feira (21). A outra prisão aconteceu contra a acusada Claudelina Guimarães, crime realizado em Planaltina, no Goiás, mas após o cometimento do crime, ela teria foragido para o Maranhão, para a região de Central do Maranhão. Após ter sido reconhecida, a acusada foi presa, nesta terça-feira (20), no Povoado Uruguaiana-MA.

As investigações acerca do crime no Povoado Sambaíba, Zona Rural do município de Água Doce/MA, foram que a Polícia Civil de Araiose após investigações, apontaram que Conceição de Mª S. Barros, teria desferido diversas pauladas no companheiro, a vítima Antônio Carlos S. Barros. O crime ocorreu no dia 18 de fevereiro de 2019, no povoado Sambaíba/MA, Zona Rural do município de Água Doce/MA.

Após o crime cometido, teria gerado bastante comoção naquela localidade. Após alguns meses de investigação, a Polícia Civil, diante de fortes indícios de autoria, representou pela prisão cautelar da suspeita Conceição Barros, a qual foi deferida e cumprida no Povoado Cana Brava, onde estava morando. Caso se confirme a autoria, ela será autuada em homicídio qualificado. Após ser presa nesta quarta-feira (21), ela foi transferida para o presídio feminino, da capital maranhense.

Presa em Central do Maranhão

O crime realizado em Planaltina, no Goiás, culminou com a prisão da acusada Claudelina Guimarães. Após o crime, ela teria se evadido para o município de Central do Maranhão, especificamente para o povoado Uruguaiana-MA, onde ao ser reconhecida foi presa pela PM.

As informações dão conta, que depois de cometer o crime bárbaro, em Planaltina, no Goiás, a acusada Claudelina Guimarães ainda teria enterrado o cadáver, para assim, tentar esconder o crime.

Após ter sido presa, ela foi encaminhada para a Delegacia de Mirinzal-MA e depois encaminhada para São Luís-MA, onde responderá pelo crime cometido.