POLÍCIA CIVIL REALIZA MEGAOPERAÇÃO DE COMBATE À DERRUBADA E FURTO DE TORRES DE TRANSMISSÃO DE ENERGIA COM MANDADOS EM 06 ESTADOS DA FEDERAÇÃO

ASCOM PC/ MA

A Polícia Civil do Maranhão realiza, em conjunto com a Polícia Civil de Minas Gerias e de mais cinco Estados, deflagrou hoje (24), megaoperação de combate à grupo criminoso suspeito de derrubar Torres de Transmissão de Energia dos grandes sistemas de geração de energia do País, ações criminosas que geram risco iminente de grandes “apagões”.

No Maranhão, a Polícia Civil cumpre 19 mandados de busca e apreensão em diversos municípios do interior do Estado, tendo realizado duas prisões em flagrante, uma no município de São Mateus e outra no município de Santa Rita. Na Operação, foram cumpridos 31 Mandados de Busca e Apreensão, distribuídos nos Estados de Minas Gerais, Bahia, Distrito Federal, Alagoas e Piauí. Mais de 150 policiais civis estão mobilizados na ação.

As investigações se iniciaram no Município de Presidente Olegário/Minas Gerais, onde, em meados de março de 2019, alguns indivíduos derrubaram torres de transmissão do sistema nacional de energia que estavam sendo instaladas pela empresa XPTT Brasil Construção de Sistema de Energia Ltda. E, após a queda das torres, subtraíram centenas de metros de cabos de alumínio condutores de eletricidade, vindo a atrasar a obra de ligação da Usina Hidrelétrica de Belo Monte/PA com o Sistema Nacional de Energia, prejudicando todo o sistema elétrico do País.

Na investigação foi identifica uma rede de suspeitos de ter subtrair uma quantidade massiva de cabos e equipamentos retirados através da derrubada de Torres de Transmissão. Durante as diligências preliminares de investigação dos fatos, identificação de autoria e recuperação dos materiais subtraídos, a Polícia Civil conseguiu recuperar quase 300kg de cabos de alumínio para condução elétrica de alta tensão em uma única ação, em março de 2019, em Olegário/MG.

Na ação de hoje da Polícia Civil visa, além de coletar mais provas para consequente responsabilização dos envolvidos, prevenir que tais atos continuem a ocorrer em toda a linha de transmissão que liga a Usina Hidrelétrica de Belo Monte/PA ao Sistema Nacional de Energia, pois a prática de tais delitos eleva o risco de apagão (blackout) em todo o país.