POLÍCIA CIVIL PRENDE ESTELIONATÁRIO QUE CLONOU WHATSAPP E CONSEGUIU DESVIAR MAIS DE MEIO MILHÃO DA CONTA DE MUNICÍPIO MARANHENSE

ASCOM PC/MA

A Polícia Civil do Maranhão, por meio da 5ª delegacia regional de Pinheiro (Superintendência de Polícia Civil do Interior-SPCI), com o apoio da Polícia Civil do Tocantins, realizou a prisão em flagrante Jefferson Pereira Sousa, 18 anos, nesta quarta-feira (11), na cidade de Araguatins/TO.

Jefferson é suspeito de integrar uma associação criminosa especializada em clonagem de WhatsApp de autoridades e gestores de prefeituras com o fim de realizar transferências de elevado valor para contas de membros da associação.

No dia 10/12/19, essa associação criminosa clonou o celular de uma das autoridades e de gestores financeiros do município de Presidente Sarney/MA e, por meio de instruções usando os WhatsApp clonados das vítimas, os membros da associação conseguiram induzir a realização de duas transferências, sendo uma no valor de R$ 300.000,00 para uma conta da associação no Banco Bradesco, da cidade de Araguatins/TO, em nome de Jefferson Pereira Sousa, preso, e outra transferência no valor de R$ 350.000,00, para outra conta no Banco do Brasil.

Logo que constatado o golpe, o Procurador da Prefeitura de Presidente Sarney, Penaldon Jorge Moreira, comunicou o fato a 5 delegacia regional de Pinheiro bem como aos bancos do Brasil e Bradesco, informando da clonagem dos celulares e das transferências por meio fraudulento e, imediatamente, foi possível que os Bancos acionassem o sistema de segurança em casos desta natureza, bloqueando os valores nas contas destinos, de modo a impossibilitar que os membros da associação continuassem a usar os valores.

A Equipe da delegacia regional de Pinheiro/MA identificou a conta de destino da transferência do valor de R$ 300.000,00, para uma conta em nome de Jefferson Pereira Sousa, da agência Bancária do Banco Bradesco da Cidade de Araguatins/TO.

De posse dessas informações, foi solicitado o apoio a Polícia Civil do Tocantins, cujos investigadores, mediante o compartilhamento das informações, conseguiram localizar e prender Jefferson, em flagrante delito, na cidade de Araguatins/TO.

O acusado já havia movimentado parte do valor, pois transferiu R$ 98.000,00 para outra conta, mas não conseguiu movimentar mais os valores em razão do bloqueio de segurança realizado pelo Banco Bradesco.

O autor deve ser recambiado ao estado onde ficará preso, à disposição da justiça.