Suspeito de executar pai e filha é preso em ação da Polícia Militar

Policiais militares do Serviço de Inteligência com o apoio da Ronda da Comunidade do 8ª Batalhão de Polícia Militar (BPM) prenderam, nesta sexta-feira (22), Antonio Celso Gomes, de 22 anos, o Júnior Macaco. Ele é suspeito de assassinar na noite de segunda-feira (18), João Batista Sousa do Vale e sua filha de sete anos. A prisão ocorreu próximo à sua residência no bairro Vila Luizão, em São Luís.

De acordo com informações da polícia, Júnior Macaco, juntamente com João Carlos Câmara, o João do Galeto, preso na última quarta-feira (20), assassinaram a tiros, na noite da última segunda-feira (18), João Batista Sousa do Vale e sua filha de apenas sete anos. O assassinato ocorreu em frente à residência das vítimas no bairro da Vila Palmeira.

Após o crime, a polícia iniciou as investigações para identificar a autoria do crime. As investigações da polícia levaram ao paradeiro de João Carlos Câmara, Após a prisão deste, em interrogatórios e com base em informações de fontes, a polícia conseguiu efetuar a prisão de Antonio Celso.

Segundo informações do Comandante do Comando de Policiamento Metropolitano (CPM), tenente-coronel Jéferson Telles, Júnior seria o executor do duplo homicídio, junto com o João do Galeto que conduzia a moto usada no crime.

A polícia investiga, agorSuspeito de executar pai e filha  é preso em ação da Polícia Militara, os possíveis mandantes do homicídio. O tenente-coronel Jéferson Telles contou que Júnior Macaco é envolvido em um homicídio ocorrido em uma pizzaria no bairro da Divinéia.

Após a prisão, Júnior foi levado à Delegacia de Homicídios, onde tramita o inquérito. Em seguida ele será encaminhado ao Centro de Triagem em Pedrinhas.