Polícia Civil prende 3 traficantes e apreende droga avaliada em R$ 700 mil em São Luís

Em operação articulada pela Polícia Civil, a Superintendência Estadual de Repreensão ao Narcotráfico prendeu, no final da manhã deste domingo (22), no Bairro do Apeadouro e ainda na Ponta D’areia em São Luís, três suspeitos envolvidos com o tráfico de drogas na capital maranhense. Foram presos em flagrante delito Ruan Dourado Carvalho, 23 anos; Sérgio Luís Araújo Mendes, conhecido por “IKE” e Halryson Costa Campos, 35 anos. Com eles foram apreendidos 35 tabletes em forma de pedra com uma substância com aparência de ser crack, sendo que entre a droga, estavam 02 tabletes de cocaína.

A Senarc apresentou na sua sede os três suspeitos, na manhã desta segunda-feira, (23), por volta das 10hs. Na ocasião foi ressaltado pelo superintendente da Senarc Carlos Alessandro, que as prisões aconteceram advindo de investigações já realizadas à cerca de semanas pela equipe da Senarc. Ele disse ainda que “As denúncias foram feitas por intermédio do Aplicativo da Senarc, onde originou uma investigação e monitoramento para pegar a quadrilha. A droga, após passada pelo processo de mistura, poderia render um lucro de até R$ 700 mil reais aos traficantes”, avaliou o delegado.

Operação, prisão e apreensão de entorpecentes

O delegado Valdenor Viégas que integra a equipe da Senarc repassou que a operação foi iniciada a semanas após recebermos a denúncia pelo aplicativo e caímos em campo para realizar o monitoramento. Na ação foi preso Ruam Carvalho no bairro do Apeadouro. Ele foi flagrado de posse de um veículo Chevrolet de modelo Corsa Classic, de cor prata e placas NXD 5890. No interior do veículo foi encontrado 20 tabletes de crack e 02 tabletes de cocaína. As investigações prosseguiram. Onde realizamos a abordagem em um prédio comercial no Bairro da Ponta D’Aréia. Lá foram flagrados Sérgio Mendes e Halryson Campos. No local foi apreendido 15 tabletes de crack e ainda outras pedras de tamanho menor.

Valdenor Viégas salientou ainda que o suspeito Sérgio Mendes responde a três processos por roubo e está sendo investigado, por envolvimento com uma facção criminosa que age no Bairro do São Francisco e Ilhinha.

Após serem presos, os suspeitos foram encaminhados para a sede do Senarc e após serem ouvidos, autuados em flagrante delito pelo crime de tráfico de entorpecentes e transferidos para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas onde aguardarão as decisões cabíveis da Justiça.

Mauro Wagner  – Ascom/SSP