Polícia Civil prende 11 acusados por ações criminosas na região metropolitana de São Luís. Destes, seis participavam de uma quadrilha interestadual

A Polícia Civil do Maranhão apresentou na manhã desta sexta-feira (04), por volta das 09h:00, na SSP, 11 acusados de práticas criminosas na região metropolitana de São Luís. O grupo fora preso em ações diferentes; 06 deles tentaram assaltar uma escola no bairro do Filipinho. O outro grupo com 05 integrantes, foram flagrados de posse de um veículo roubado no bairro do Barreto.

Durante a coletiva, os 11 acusados foram apresentados à imprensa, onde foi explanado acerca da prisão dos criminosos. A Superintendência Estadual de Investigações Criminais (SEIC), após monitoramento, prendeu em flagrante delito, no final desta quinta-feira (03), 06 homens suspeitos de tentarem assaltar uma escola no bairro do Filipinho. Durante a ação rápida da Polícia Civil, os bandidos foram interceptados, sem lograr o seu intento. Com os criminosos foram apreendidos 03 pistolas, sendo duas (02) ponto 40 e uma 7,6. As armas estão com registro de roubo/furto das polícias dos estados do Pará e Maranhão. Com o grupo fora apreendido um veículo Hyundai Azera, de cor prata e duas motocicletas.

O superintendente da SEIC Tiago Bardal relatou na coletiva à imprensa “O grupo formado por 6 homens já estavam sendo monitorados a algum tempo. Eles integram uma quadrilha interestadual, com atuações também no Estado do Pará. Eles estavam se movimentando para realizar o assalto à escola, localizada no bairro do Filipinho. Graças a um trabalho primoroso e eficiente da Polícia Civil, felizmente, eles foram presos.”

Grupo criminoso com atuação interestadual

Os criminosos foram identificados por Jadson da Silva dos Santos (Preto), 26 anos, com passagem por tráfico de entorpecentes; José Lintão Pinto Junior, 26 anos. Este com passagem por adulteração de sinal de veículo e tráfico de drogas); Adoniran Evangelista Silva de Sousa, 29 anos; Fábio da Silva Mota (Parazinho), 34 anos. Ele tem passagem por roubo e ainda com mandado de prisão em aberto pelo mesmo crime; Alex Ataíde Cutrim (Cabeludo), 32 anos e ainda o Augusto dos Santos Fontoura. Ele tem passagem pelo crime de tráfico de drogas. Contra ele existe 02 mandados de prisão em aberto, pelo crime de roubo.

Após o grupo ser encaminhado para a SEIC, foram ouvidos e autuados em flagrante delito pelos crimes de organização criminosa, porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, tentativa de roubo circunstanciado pelo emprego de pessoas e pelo emprego de arma de fogo e receptação.

Criminosos presos pela Polícia Civil de posse de veículo roubado

A outra prisão por conta da SEIC fora realizada ainda, no final da tarde desta quinta-feira (03). Os policiais identificaram um veículo dado como roubado. Durante a abordagem, estavam no interior do veículo Fiat Uno, de cor prata, 05 homens, os quais foram autuados em flagrante delito.

Após uma rápida verificação nos registros da Polícia Civil, os policiais descobriram, que o veículo foi roubado no dia 11 de julho, do corrente ano. Após a identificação dos suspeitos foram identificados e levados para a sede da SEIC, sendo autuados em flagrante delito. Vale ressaltar, que os suspeitos possuem diversos registros criminais pelas prática de tráfico de drogas, roubo, porte ilegal de arma de fogo e demais delitos.

O Delegado Geral de Polícia Civil Lawrence Melo, presente durante a coletiva, ponderou, que “Os 05 suspeitos estavam transitando pelo bairro do Barreto, em um veículo roubado. Nessas circunstâncias, eles foram abordados, presos e autuados em flagrante pelos crimes de receptação, organização criminosa e pelo porte ilegal de uso restrito. Contra eles foi verificado que eles tinham mandados de prisão em aberto. Dois deles inclusive, com mandados de prisão do Rio de Janeiro e do Pará”. Considerou o delegado Geral.

Menor índice de homicídio desde 2014

Lawrence Melo ratificou ainda, o incessante combate ao crime organizado, que a Polícia Civil, e todo o sistema de Segurança Pública; representado aqui também, pela Polícia Militar, tem realizado na região metropolitana e em todo o estado. Destaco que neste mês de agosto, tivemos o menor índice de homicídio de toda a gestão do governo Flávio Dino. Se compararmos os meses de janeiro a julho de 2014, com os meses de janeiro a julho de 2017, alcançamos uma redução de 34, 3%, no número de homicídios, em razão deste grande trabalho realizado nesses dois anos e sete meses da gestão do governo Flávio Dino e do secretário de Segurança Jefferson Portela. Reitero, que a Polícia Civil tem cumprido o seu papel de investigação, de realização de operações e prisão qualificada, com o cumprimento de mandados de buscas e de prisão. Neste sentido quero destacar os trabalhos da Superintendência de Polícia Civil da Capital (SPCC), da Superintendência de Polícia Civil do interior (SPCI), Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP), e a Superintendência Estadual de Investigações Criminais (SEIC), por conta da prisão destes dois grupos, com diversas ações crime.” Finalizou o delegado Geral.

Presentes ainda na mesa da coletiva à imprensa, a Subdelegada Geral Francisca Adriana, e o delegado de Polícia Civil da SEIC, Renê Mesquita.

Mauro Wagner – ASCOM/SSP