Polícia Civil prende 04 acusados de envolvimento em ataque em Agência bancária e carro forte

A Polícia Civil do Maranhão apresentou na sede da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (SEIC), quatros acusados envolvidos indiretamente com o roubo a uma agência bancária e a um carro forte ocorrido no ano passado, no município de Vargem Grande/MA. O grupo identificado por Marcos Viana; Enéas Souza; Ozeas Silva e Francisco Lisboa. Eles repassavam informações privilegiadas a uma quadrilha especializada nos roubos, os quais agiam de forma violenta, nas ações crime.

Após as investigações da SEIC e dos policiais da Delegacia de Polícia Civil de Vargem Grande, o grupo foi preso no município de Vargem Grande. Eles foram identificados como Marcos Vinicius Rodrigues Viana, 32 anos; Enéas Souza Costa, 40 anos; Ozeas Silva Chaves, 29 anos e Francisco Lisboa, 37 anos. A ação contra os envolvidos aconteceu nas primeiras horas da manhã desta quarta-feira (24), onde a SEIC e os policiais da Delegacia de Vargem Grande em ação rápida, todos foram presos, sem tempo de reação por parte dos criminosos. A prisão dos envolvidos partiu de uma investigação anterior, sendo executada com êxito, após a identificação de todos os envolvidos.

A Subdelegada Gera de Polícia Civil Francisca Adriana Amarante, presente na apresentação dos criminosos na SEIC, disse que “A Operação foi toda desenvolvida a partir de seis meses, onde aconteceu uma tentativa de roubo a um carro forte, da empresa Prossegur, em maio do ano passado. Nesta ação, os criminosos não tiveram sucesso, porque os vigilantes revidaram de forma rápida, coibindo as ações dos bandidos. A Seic iniciou as investigações, culminando nas prisões de hoje”, salientou a delegada Francisca Adriana.

Também presente na coletiva, o Superintendente da Seic, o delegado Tiago Bardal, ressaltou, que “O grupo já vinha agindo na região de forma crescente. Eles eram ex-funcionários da prefeitura de Vargem Grande, iniciaram diversas ações criminosas. Realizaram assaltos em comércios, a agência bancária do Bradesco, no dia 17 de novembro de 2016, entre Chapadinha e Vargem Grande, e uma tentativa a um carro forte, da Empresa Prossegur, ocorrido no dia 16 de maio, de 2016. Dentre eles, se destaca no grupo, o Marcus Vinícius, que era Guarda Municipal, e repassava as informações privilegiadas ao restante da quadrilha, sobre a movimentação dos policiais, os dias das operações, dia de abastecimento dos bancos na região, transporte das armas e resgate dos comparsas. O bando além de ajudar na ação criminosa, contratava comparsas para ajudar nos delitos, para a efetivação dos roubos. O Marcus Vinícius, teria se candidatado nas últimas eleições em Vargem Grande, como candidato a vereador da cidade”, destacou o delegado Tiago Bardal.

Identificação dos criminosos

Marcos Vinicius Rodrigues Viana, 32 anos. Guarda Municipal de Vargem Grande. Repassava as informações privilegiadas ao bando para a execução dos crimes.

Enéas Souza Costa, 40 anos: Era funcionário da prefeitura de Vargem Grande e trabalhou nos anos de 2014 e 2015 na Delegacia de Polícia da referida cidade.

Ozeas Silva Chaves, 29 anos. Era funcionário da prefeitura de Vargem Grande e trabalhou no ano de 2016 na Delegacia de Polícia da referida cidade.

Francisco Lisboa, 37 anos. Durante a sua prisão, foi encontrado um revólver calibre 38 e uma espingarda calibre 28, de fabricação caseira. Este era o que tinha ligação mais direta com o bando, para realizar as ações de roubos.

O Delegado Regional Toriel Sardinha, conjuntamente com o Delegado Pedro Fernandes, o qual teria antecedido as investigações, fizeram-se presentes também na coletiva e apresentações dos acusados na Seic. O Delegado Toriel Sardinha falou que “O grupo além de realizar o assalto à agência bancária, vinham realizando diversos assaltos na região. Iremos continuar as investigações, no sentido de identificar o restante da quadrilha, pois os outros também realizavam as ações de crime” ponderou.

Após serem presos o grupo foi encaminhado para o Sistema Penitenciário de Pedrinhas, sendo que as investigações continuam no sentido de prender os demais integrantes do grupo.

Mauro Wagner – ASCOM/SSP