Policia Civil do Maranhão realiza operação e prende empresários em Goiás

A Polícia Civil do Maranhão por meio da Superintendência Estadual de Combate a Corrupção (SECCOR) em parceria com o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) e o Ministério Público do Maranhão, deflagrou na manhã desta quinta-feira (25), a operação “Paraíso Fiscal”, na cidade de Goiânia (GO). Para dar cumprimento à mandados de buscas e apreensões no estado e, em Aparecida de Goiânia. Até o momento foram presos Nelton Carrijo Junior e a contadora, Thaisa Moura.

Durante a ação constituíram também mandados de prisão em desfavor de empresários e contadores que haviam traçado um esquema criminoso para lesar os cofres públicos do Maranhão, com sonegação fiscal. Isso acontecia mediante a utilização de empresas fantasmas do estado do Pará, Piauí e Bahia, que simulavam a venda de soja para empresas também fantasiosas com endereços no Maranhão.

Dessa forma eles conseguiam gerar créditos tributários inexistentes e, por sua vez de forma indevida era equilibrado em vendas da produção de milho, com transações comerciais que ultrapassavam mais de 200 milhões de reais e, com prejuízo milionário de mais de 23 milhões de reais para o estado do Maranhão, em impostos que deixaram de ser recolhidos.

Somente nessa manhã centenas de documentos já foram apreendidos nas residências onde os mandados estão sendo cumpridos, além das empresas e escritórios de contabilidade no estado de Goiás.

A ação segue em andamento para a conclusão das ordens, com apoio da Polícia Civil de Goiás através da delegacia da Ordem Tributária.

Carolina Gomes / Ascom – SSP