POLÍCIA CIVIL PRENDE ACUSADO NA MACAÚBA POR TRÁFICO E PELO CRIME DE POSSE IRREGULAR DE ARMA DE FOGO NO ARAÇAGY

Em incursões contra ações criminosas na região metropolitana de São Luís, a Polícia Civil do Maranhão prendeu nesta segunda-feira (03), no bairro da Macaúba, o acusado Antônio George Azevedo Santos “Patinha”, 55 anos. Com ele foi flagrado 500g de maconha e algumas trouxinhas dessa substância. Em outras incursões da Superintendência Estadual de Repressão ao Narcotráfico (Senarc), pelo bairro do Araçagy fora preso também Gilmar Gonçalves de Leles, 39 anos, pelo crime de porte ilegal de arma de fogo. Com o acusado foi apreendida uma pistola ponto 40.

O Superintendente da Senarc informou que Antônio George Azevedo Santos ‘PATINHA’, 55 anos de idade, fora flagrado com aproximadamente 500g de maconha e algumas trouxinhas dessa substância. A prisão ocorreu após várias denúncia via aplicativo whatsApp (99163-4899) que davam conta que na residência do autuado, localizada no bairro da Macauba, havia intensa comercialização de drogas. Após a ação policial pela Senarc, o acusado que já responde a dois processos por tráfico ilícito de drogas foi encaminhado à sua sede, onde foi autuado em flagrante pela prática de crime de tráfico ilícito de entorpecentes.

Em ações continua contra as ações criminosas fora preso ainda pela Senarc no bairro do Araçagy, Gilmar Gonçalves de Leles. O acusado foi preso no dia 31 de março. E encontrado em sua residência uma arma de fogo, tipo pistola, de marca Taurus, cal. 40 e várias munições. O superintendente ressaltou ainda, que durante a realização das diligências, foi constatado que o conduzido portava carteira de identidade falsa, em nome de Gilson Gonçalves de Araújo. Após a ação policial, Gilmar foi encaminhado a sede da SENARC onde foi autuado em flagrante delito pela prática de crime de posse irregular de arma de fogo de uso restrito. Após informações pelo sistema da polícia, foi descoberto que, o mencionado indivíduo foi condenado pelo crime de roubo, em Patos/MG e responde a um processo por homicídio.

Em seguida, Gilmar Gonçalves de Leles foi encaminhado ao Complexo Penitenciário onde ficará custodiado à disposição da justiça.

Mauro Wagner/ASCOM SSP-MA