SSP implanta Sistema de Procedimento Policial Eletrônico no Maranhão

O Procedimento Policial Eletrônico (PPE), idealizado pelo governo federal e que integra a plataforma do Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública, Prisionais e sobre Drogas (Sinesp), será implantado em todas as delegacias do estado do Maranhão. A ferramenta faz parte de um termo de adesão assinado no último dia (16) pelo secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela, em parceria com o Ministério da Justiça onde foram acertados alguns alinhamentos sobre o sistema.

A iniciativa conta com recursos inovadores, proporcionando celeridade e modernização no trabalho executado pela Polícia Civil, permitindo ainda aos gestores identificarem, de maneira exata, quem está cometendo crimes e em qual lugar, horário e dia da semana em que eles acontecem, provocando, assim, um direcionamento eficaz das políticas de segurança pública. Com o sistema, é possível fazer um registro mais rápido e completo que os atuais procedimentos. Durante o cadastro dos possíveis envolvidos, seja autor, vítima ou testemunha, é possível consultar se eles possuem mandados de prisão.

Atualmente, cada estado brasileiro possui seu sistema de registros, que muitas das vezes não são padronizados, dificultando a integração das informações. Outro grande problema que as polícias civis de todo o país enfrentam é o alto custo dos sistemas informatizados utilizados para os registros.

O Maranhão será o segundo estado da confederação a implantar esse sistema eletrônico. O estado de Roraima foi pioneiro em usar o PPE, tendo atualmente todas as suas delegacias incluídas no sistema. Recentemente Sergipe também começou a implantar gradativamente o mesmo programa. No Maranhão, o sistema foi inaugurado no final de dezembro na Delegacia Estadual do Meio Ambiente (Dema). O propósito é implantar o sistema em todas as delegacias maranhenses o mais breve possível, por isso gradativamente o PPE será inserido nas cidades e delegacias consideradas estratégicas.

Anselmo Oliveira – Ascom/SSP