Ações desempenhadas pela SPTC no Maranhão foram positivas no ano 2016

“Aprimorar, constantemente a qualidade dos serviços buscando sempre eficiência, eficácia e efetividade”, (SPTC-MA)

As metas estabelecidas pela Superintendência de Polícia Técnico Científica (SPTC), órgão subordinado à Polícia Civil, foram cumpridas por seus profissionais aguerridas de versatilidades na pasta exercida pelo Sistema de Segurança Pública. Essas concerniram na capacitação de Peritos Oficias na qualificação dos exames e no aumento da produção de laudos que teve o alcance em torno de 100% de seus objetivos.

Na tarde desta segunda-feira (19), os resultados propostos pela Superintendência foram analisados pelos diretores responsáveis por todos os institutos que compõem a perícia criminal do estado do Maranhão. Dar continuidade ao processo de modernização, adequação e construção das instalações das sedes dos institutos em todo o Estado.

A pauta levantada designou o balanço mensurável das ações desempenhadas ao longo do ano corrente, todos os esforços foram direcionados para se entregar o melhor trabalho pericial já integrado no Maranhão. O desenvolvimento dos órgãos de Pericia Oficial de Natureza Criminal, tem a finalidade da produção da prova pericial prevista na legislação processual penal em vigor. A finalidade consiste em auxiliar a persecução penal, desde a fase pré-processual, passando pela denúncia, até alcançar o processo criminal e, ao final a pronunciação da sentença.

O Superintendente da SPTC, Miguel Alves, agradeceu de forma singela o trabalho desenvolvido pelos profissionais da perícia maranhense; “Quero agradecer o empenho dos peritos oficias no exercício de suas atividades em função dos excelentes serviços prestados à sociedade maranhense”, acrescentou.

A continuidade da execução do planejamento estratégico da SPTC consiste na formulação, implementação e cumprimento dos alvos principais que congregam o trabalho de todos os profissionais da Perícia Oficial envoltos no cumprimento das metas de curto, médio e longo prazo.

A reunião contou com a participação do Secretário de Segurança, Jefferson Portela; o Superintendente da SPTC, Miguel Alves; os diretores corresponsáveis pelos órgãos com sede na região metropolitana, do Instituto Médico Legal (IML), Wanderley Junior; do Instituto de Criminalística (ICRIM), Fábio Castro; do Instituto de Identificação (IDENT), Lúcio Cavalcante; do Instituto Laboratorial de Análises Forenses (ILAF), Gislen Pinheiro; do Instituto de Genética Forense (IGF), Christhiane Cutrim; da Central Custódia de Vestígios Criminais (CCVC), Joelkson Diniz; do Centro de Periciais para Crianças e Adolescente (CPTCA), Robson Mourão e do Assistente da SPTC, Dr. Paulo Sampaio.