Polícia civil prende homens por roubo a Instituto e posse de arma de fogo

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), conduziu Alysson Bruno Valois Soares, de 20 anos de idade, por suspeitas de ser um dos envolvidos no furto ocorrido no dia 11.06.2016 no Instituto Superior de Educação Continuada (ISEC), localizado no Bairro da Vila Embratel. Do local foram subtraídos computadores, notebooks e materiais diversos.

O delegado titular da Delegacia de Roubos e Furtos, Cláudio Mendes informou que após as investigações, Alysson Bruno foi apontado como um dos que participaram do arrombamento no Isec. A equipe policial realizou incursões casa de um parente Alysson onde encontrou um dos objetos subtraídos e em outras residências foram encontrados outros produtos roubados.

O delegado Cláudio Mendes repassou ainda que já foram identificados outros quatros suspeitos de terem participado da  ação criminosa no Instituto Superior de Educação Continuada (ISEC). O Isec presta serviço comunitário relevante, ensinando ofícios de forma gratuita  nas áreas de beleza, culinária, informática e etc.

Material recuperado

Na ação policial foram recuperados 02 computadores, 04 notebooks, 03 datas shows, 08 estabilizadores, vários itens do salão escola de corte de cabelo, entre outros objetos.

Suspeito com arma de fogo e um simulacro

A Polícia Civil do MA através da Delegacia Especial de São José de Ribamar, prendeu, no final da tarde desta quinta-feira (23), o suspeito José Ribamar dos Anjos, 31 anos, conhecido como “Veio”, por conta de ter sido flagrado com um revólver calibre 38, munição e duas pedras de crak.

O delegado Jader Alves disse que o suspeito já estava sendo investigado por conta de denúncias anônimas. O delegado titular, juntamente com sua equipe, abordaram o suspeito na companhia de mais duas pessoas, uma delas identificada como Alisson dos Santos Aires, conhecido como “Gatinho”. Nas investigações foi descoberto que Alisson Aires já responde por uma tentativa de homicídio.

O outro detido foi Arenildo Silva, conhecido como “Novato”. Com eles foram apreendidos um revólver calibre 38, munição, um simulacro de arma de fogo, duas pedras de creck, um celular e uma motocicleta modelo Bross, de cor preta, e placa NXK 7105. O veículo estava registrado no nome de outra pessoa e permanece apreendido na delegacia.

Após serem ouvidos, Alisson Aires e Arenildo Silva foram liberados, mas José Ribamar permaneceu preso e autuado pelo porte ilegal de arma de fogo. José Ribamar foi encaminhado para o Centro de Triagem, no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, onde se encontra à disposição da Justiça.

 

 

Mauro Wagner- Ascom/SSP