Suspeitos de integrar organização criminosa são presos por fraude bancária e tráfico de drogas

A equipe de investigadores da Delegacia Especial da Cidade Operária prendeu diversos suspeitos nesta terça-feira (26), dois deles por envolvimento em ações fraudulentas no interior do Banco do Brasil. Eles foram presos quando, de posse de uma identidade falsa, tentavam realizar saques indevidos. Em outra ação policial, por meio da equipe da Delegacia de Defraudações foram presas quatro pessoas envolvidas com o tráfico de entorpecentes.

As informações repassadas pelo delegado Marconi Caldas, titular da Decop, são de que nesta terça-feira (27), por volta das 10:hs, ele, juntamente com a equipe de Captura prenderam, nas proximidades da feira da Cidade Operária, Kenny  Gleyson Lopes, 28 anos,  natural de Alcântara, residindo na Cidade Operária e Keshlley Igor Santos Gomes, 18 anos de idade, residindo no Residencial Nova Petrópolis, na Cidade Operária. Um adolescente também foi apresentado ao delegado titular, sendo feito o Auto de Apreensão.

Com eles foram encontrados 41 cabeças de uma substância conhecida por crack. Os dois foram conduzidos para a delegacia para lavratura do flagrante delito.

Prisão por estelionato

Outras prisões foram feitas por investigadores da Delegacia de Defraudações. Após uma denúncia, foi presa na terça-feira (26), no interior da agência do Banco do Brasil do Bairro do Calhau, a suspeita Maria das Graças Alves dos Santos e Josenilson Alves Rodrigues.

Maria das Graças estava tentando efetuar um saque com carteira de Identidade falsificada em nome de Maria das Gracas dos Santos Marques. Josenilson Alves Rodrigues seria mototaxista e a teria levado ao banco. Ele também é suspeito de ser amigo de uma pessoa identificada apenas por “Dennis”, que seria o principal suspeito de ter fornecido a RG falsificada.

O delegado informou ainda que as investigações continuarão para identificar outros membros do grupo que fazem parte de uma organização criminosa voltada para fraudes bancárias. A dupla foi autuada em flagrante delito pela prática dos crimes de Uso de Documento Falso e tentativa de Estelionato.

O delegado repassou ainda que nas últimas semanas esta é a quinta prisão em flagrante delito feita pela equipe da Delegacia de Defraudações, que tem intensificado ações junto à rede bancária.

Mauro Wagner – Ascom SSP