Superintendente da SPTC destaca avanços da Polícia Científica no Maranhão

O Perito Criminal Miguel Alves da Silva Neto, Superintendente de Polícia Técnico-Científica (SPTC) da Secretária de Estado da Segurança Pública do Maranhão, informou, ontem, que do mês de maio de 2015 quando assumiu a superintendência, até 2016, houve um avanço significativo nos trabalhos periciais realizados no Estado. “Graças ao apoio do Secretário Jefferson Portela, que não tem medido esforços para reestruturar, dinamizar, aprimorar e capacitar profissionais com o objetivo de melhorar os trabalhos dos institutos que integram a SPTC”, reforçou

Do Trabalho da Superintendência

O superintendente disse que o órgão conta hoje com sete institutos. Além dos já conhecidos IML, ICRIM e o Instituto de Identificação, foram criados quatro novos institutos na gestão do Secretário Jefferson Portela. São eles:

Instituto Laboratorial de Análise Forense

Instituto de Genética Forense

Central de Custódia e Vestígio

Centro de Perícia para Criança e Adolescente

No interior do Estado, a SPTC dispõe de unidades do IML e ICRIM, funcionando em Imperatriz e Timon. No ano passado, foram criadas mais duas unidades nas cidades de Caxias e Santa Inês, sendo que a unidade de Caxias, para seu pleno funcionamento, conta com a concessão do prédio da Universidade Estadual do Maranhão, que está passando por reforma para a instalação do IML e do ICRIM naquela cidade. Quanto a cidade de Santa Inês, está sendo adquirido um terreno para a construção do prédio que sediará os dois institutos. O superintendente, adiantou, ainda, que o Secretário de Segurança Jefferson Portela mandou que a SPTC elaborasse um projeto de interiorização do trabalho pericial da Polícia Civil do Maranhão para atender às macroregiões do Estado. O superintendente disse que esse projeto já está em fase de conclusão

No que diz respeito ao efetivo

O Dr. Miguel Alves entende que a SPTC, em menos de um ano, teve o acréscimo em seu quadro de vinte novos profissionais, divididos em médicos legista, peritos criminais, e farmacêuticos legistas que foram distribuídos na região metropolitana e municípios onde existem unidades periciais.

Participação da SPTC na Operação Hidra

Informou também o superintendente que na primeira fase das investigações da Operação Hidra, houve o indiciamento de três médicos legistas do IML, inclusive com a prisão de um deles, sendo todos os envolvidos afastados das suas funções. A Operação Hidra é um desdobramento da operação Asclépio, que investigou um esquema de elaboração de laudos pericias falsos, feitos por médicos legistas lotados no IML.

O superintendente destacou que nessa segunda fase da operação denominada Hidra o objetivo foi investigar a atuação de advogados no esquema onde as demandas do DPVAT eram patrocinadas por escritórios de advogados. Por conta disso, foram cumpridos mandados de busca e apreensão em vários escritórios de advocacia.  Disse mais, que nesta segunda fase da investigação o trabalho da SPTC foi muito importante, através do Instituto de Criminalística da Polícia Civil, pois coube ao ICRIM a missão de copiar todos os arquivos contidos nos equipamentos de informática apreendidos nos escritórios dos advogados supostamente envolvidos neste esquema fraudulento do DPVAT.

Das providências tomadas para coibir esta ação criminosa

O Dr. Miguel Alves falou que, seguindo orientações do secretário de segurança Jefferson Portela, está sendo feita uma reorganização administrativa, o controle interno do trabalho dos profissionais que integram o quadro da SPTC e um trabalho minucioso da supervisão de informática para aperfeiçoamento do sistema de controle dos laudos do IML.

O superintendente declarou também que tem recebido apoio significativo do secretário Jefferson Portela, assim como do Dr. Lawrence Melo, delegado geral. Em suas palavras, o secretário de segurança tem dado as condições necessárias para que não só ele como todos os profissionais da área pericial da SSP/MA, realizem um bom trabalho.

“Através da restruturação que está sendo feita dentro do Sistema de Segurança Pública com reaparelhamento, aumento de efetivo e capacitação dos nossos profissionais, o Maranhão através da SSP/MA presta um bom serviço a população, concluiu o Dr. Miguel Alves.

 

Stenio Johnny/ASCOM SSP-MA